Você é um empreendedor?

Você é um empreendedor?

Bom, essa é uma pergunta que já fiz diversas vezes! Mas hoje não tenho dúvidas sobre a resposta!


 

Quando criança temos muitos sonhos e independente da distancia e dos obstáculos acreditamos que podemos realiza-los! Com o passar do tempo, com os modelos mentais e a cultura na qual estamos inseridos esta certeza vai se perdendo e em um dado momento chegamos a conclusão que: NÃO – ISTO É IMPOSSÍVEL!

 

É neste modelo que estamos inseridos, em um modelo onde preparamos nossos filhos para “ser produtivo” ou melhor “o mais produtivo”. Ainda orientamos nossos filhos: Estude, tire boas notas que você vai ter uma carreira melhor. Nada contra ao fato de estudar, buscar conhecimento e ter uma carreira! O que questiono é, o que fazer com toda uma preparação “educacional” que tivemos e queremos para nossos filhos e quais são os SONHOS de criança que meu filho sempre teve?

 

E o que tem haver isso com a pergunta desse POST?

 

Eu sempre tive uma tendência natural de AUTO-SABOTAGEM, ou seja, várias já foram as minhas idéias as quais não saíram do papel e por um motivo muito simples: eu esqueci dos meus sonhos! Eu não acreditava em muitos dos meus sonhos!

 

É isso que acabamos fazendo normalmente conosco PENSAMOS, SONHAMOS, VISUALIZAMOS, mas não APLICAMOS, NÃO TIRAMOS DO MUNDO DAS IDÉIAS!

 

Continuamos no mundo das idéias basicamente por duas razões:

  1. Não acreditamos de verdade nos nossos sonhos (ou deixamos de acreditar)
  2. Não queremos sair de nossa zona de conforto!

 

Leandro Karnal (historiador e pesquisador) comenta em uma de suas palestras algo fascinante:

 

Até o torturado se acostuma com o torturador.

 

Karnal cita um fato ocorrido com uma de suas professoras na época da Ditadura; Ela foi torturada algumas vezes pelo mesmo torturador e já sabia “a técnica” por ele usada, o que ele iria falar, de que forma iria torturar, o que estava por vir era previsível. Por estar “acostumada” com o que iria ocorrer não sentia mais tanto a tortura, pois já previa o próximo passo. O medo estava quando MUDAVA o torturador, pois era imprevisível o que iria ocorrer. O mesmo ocorre conosco: temos medo das mudanças.

 

Karnal ainda expõe: Normalmente são nas CRISES que ocorrem as principais mudanças. Nas crise que surgem figuras como Roosevelt, com mudanças importantes para o mundo. Também na crise surgiu na Alemanha a figura de Hitler! A crise acaba sendo um grande gatilho para as soluções, bem como para situações de grave impacto. Mas o fascinante é que ela normalmente nos move a sair da ZONA DE CONFORTO!

 

Os grandes empreendedores foram aqueles que conseguiram sair da zona de conforto e deram o primeiro passo em direção ao que acreditavam. E o bacana é que a história nos mostra que a maioria dos grandes empreendimentos, não surgiram de vários acertos e sim de vários erros, seguido de um acerto! (Criação da lâmpada, o primeiro avião, etc, etc etc)

 

Este post tem justamente a ideia de levantar o questionamento: eu sou um empreendedor? Quanto eu de fato acredito na minha ideia? Quais foram os erros que cometi e quais os caminhos que ajustei para buscar aquele “um acerto”? Será que as dificuldades e crises que passamos (seja no negócio ou vida pessoal) não é uma das MAIORES OPORTUNIDADES que estou tendo para MUDAR? Aonde quero chegar sendo Empreendedor? Quero simplesmente faturar mais, ou meu sonho vai além da realização financeira?

 

Apesar de vivermos em um mundo capitalista onde os recursos financeiros são indispensáveis, ter SUCESSO vai muito além de ter DINHEIRO! Pensem nisso!

 

 

Até breve.

No Comments

Post a Comment

Comment
Name
Email
Website